Pelas ruas do DF- Cidade Estrutural clama por mudanças

A cidade Estrutural, que por muito tempo foi conhecida como “Lixão da Estrutural”, desde o início de sua construção enfrenta problemas de infraestrutura e sociais. A área recebia todo lixo produzido na Capital, onde eram depositados para descarte, reciclagem e servia até para sustento de muitas famílias. Um assentamento criado com ausência do Estado, junto […]

A cidade Estrutural, que por muito tempo foi conhecida como “Lixão da Estrutural”, desde o início de sua construção enfrenta problemas de infraestrutura e sociais. A área recebia todo lixo produzido na Capital, onde eram depositados para descarte, reciclagem e servia até para sustento de muitas famílias. Um assentamento criado com ausência do Estado, junto ao maior lixão da América Latina, e o segundo do mundo com 200 hectares de área, que só foi desativado muitos anos depois por decisão judicial.

A cidade que não comportava tanta gente multiplicou o número de habitantes e com eles problemas como a falta de segurança pública, escolas, saúde, energia, saneamento básico e sem serviços públicos oferecidos pelo governo. Uma estrutura precária que abrigava trabalhadores que buscavam moradia e melhores condições de vida. Infelizmente, a realidade que buscavam não condizia com a que viviam.

Aos poucos, com muita resistência, o povo trouxe à localidade condições mais favoráveis. Ao visitar a Estrutural e conversar com moradores, ouvindo suas reivindicações e reclamações, vimos que há muito a ser feito. A região é uma das áreas mais perigosas do DF, com grande número de jovens desempregados e que ainda carece de serviços públicos. É necessário, que no futuro muito próximo, o governo implante mais escolas, segurança, programas sociais e de saúde para esta região, assim como para outras do DF.  O governo precisa, definitivamente, rever a situação do lixão que ainda existe na área e que constantemente recebe rejeitos de obras e outros lixos urbanos. Vale lembrar que a Estrutural foi um curral eleitoral em eleições passadas, mas o cidadão e eleitor de hoje, em nada se parece com o de eleições de anos atrás. A população quer mudanças e melhorias. Juntos vamos transformar esta realidade.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *